Vermicompostagem Caseira

Vermicompostagem Caseira

A compostagem é o processo biológico de valorização da matéria orgânica. Este processo natural consegue transformar a matéria orgânica em húmus, um composto muito rico em nutrientes e fértil que pode ser utilizado para melhorar a composição do solo quer na agricultura quer na terra das plantas que temos em nossas casas.

À semelhança do que acontece com a reciclagem tradicional, a compostagem deve ser o último recurso. É importante aproveitarmos os alimentos como um todo afim de evitarmos o desperdício alimentar.

  • Sabias que as cascas de cenoura e de batata se podem comer?
    Experimentem colocá-las no forno com alguns condimentos.
    Dão bons snacks!


Como podes fazer Compostagem em tua casa?

Vamos ensinar-te a fazer Vermicompostagem, um tipo de compostagem que pode ser feita em apartamentos, sem ser necessário muito espaço, e que recorre à ajuda de minhocas! Não te preocupes que elas não fogem!

 

Do que vais precisar?

Para a vermicompostagem precisas de:

 

  • 3 caixas com tampa, do mesmo tamanho e opacas, que encaixam perfeitamente umas nas outras para evitar o aparecimento de insectos como mosquitos. Podes usar as caixas esferovite do transporte do peixe das peixarias (garante é que não têm orifícios);
  • terra e minhocas californianas — poderás pedir a um amigo que já faça vermicompostagem ou comprar online por um preço bastante acessível;
  • resíduos orgânicos — Secos/castanhos e húmidos/verdes

O que podes colocar no teu compostor caseiro?

É importante que o nosso compostor tenha um bom equilibrio entre resíduos verdes e resíduos castanhos para evitar odores indesejáveis. Mas o que são este tipo de resíduos?

Verdes/Húmidos

Borras de café, cascas de ovos esmagadas, migalhas de pão, casca de fruta e partes de legumes — corta-os em pequenos pedaços para facilitares o trabalho das minhocas.

Castanhos/Secos

Aparas de madeira, pedaços de cartão (sem tinta nem cola), pequenos ramos e folhas secas

Não podes colocar
Cascas de cebola, de alho e de citrinos; carne, peixe ou comida cozinhada e tudo o que contenha óleos. As minhocas respiram através da pele e os óleos podem prejudicar a sua capacidade de respiração.

 

Como podes construir o teu vermicompostor?

 

Vamos numerar as caixas para ser mais fácil de explicar todo o processo:

 

  • Na caixa de cima (1), colocamos a terra, as minhocas e os resíduos verdes e castanhos (igual porporção), por esta ordem;
  • Quando a caixa 1 estiver cheia, troca-a de posição com a caixa seguinte (2), onde deves colocar novamente a terra, os resíduos verdes e os castanhos (não precisas de colocar novamente as minhocas);

  • Quando as minhocas subirem para a caixa 2, teremos na caixa 1 o húmus, que podemos usar como fertilizante!
  • Na caixa 3 (a última da pilha), ficará o chorume, um líquido castanho, inodoro, que pode ser usado como fertilizante natural. Para isso, deve ser diluido em água (1:10).

Como é que as minhocas se movem entre as caixas?

 

  • Para permitir a passagem das minhocas entre as caixas, é necessário criar furos nas bases das caixas 1 e 2.

 

  • Os furos das bases devem ser coincidentes com os furos das tampas das caixas 2 e 3 para permitirem esta passagem. A caixa de cima utilizará a tampa que não foi furada.
  • Os únicos orificios da caixa 3 serão os da tampa. Estes furos são necessários para que o chorume escorra das caixas 1 e 2 para a caixa 3, onder irá ficar armazenado.

 

Arejamento das caixas

 

  • Para arejar o composto e as minhocas respirarem, precisamos de fazer pequenos orificios ao redor das caixas 1 e 2, na parte superior, perto da tampa.

 

 

  • Podemos colocar uma rede ou uma meia de licra a cobrir estes buracos para evitar a entrada de mosquitos
  • Como disse há pouco, as minhocas não irão fugir! Além de não gostarem de muita luz, têm tudo o que precisam dentro da caixa.

 

A vermicompostagem cheira mal e atrai insectos?

Se a compostagem estiver a ser bem feita não atrai nem insectos nem dá origem a qualquer tipo de odor. No entanto, é normal que nos primeiros tempos possam aparecer alguns imprevistos enquanto estamos a aprender a cuidar do nosso compostar.

Para te ajudar, deixamos aqui algumas soluções que te podem ajudar a resolvê-los!

As minhocas não vão tentar sair do vermicompostor a não ser que:

 

Imprevistos

Soluções

o compostor esteja muito húmido

Adicionar resíduos castanhos

o compostor esteja muito quente

Colocar num local mais fresco e à sombra

tenham falta de alimento

Colocar mais resíduos orgânicos

a terra tenha esteja demasiado ácida

Colocar cascas de ovo partidas

 

 

Sentes-te preparado para fazer vermicompostagem em casa?

O que é te impede?

Boa sorte e bom trabalho! Esperamos ter ajudado!

 

Autor: Ayala Botto

Iniciativa #Janeirosustentável

https://www.instagram.com/janeirosustentavel/

Deixe um comentário