Porque é que é fundamental optar e implementar a economia circular?

As actuais tendências de aumento populacional, crescimento da procura e consequente pressão nos recursos naturais têm vindo a reforçar a necessidade das sociedades modernas avançarem para um paradigma mais sustentável de forma a assegurar o desenvolvimento económico e futuro das próximas gerações.

 

A nível ambiental, a economia circular poderia reduzir as emissões de dióxido de carbono para metade dos níveis atuais até 2030 (redução de 48% até 2030 ou de 83% até 2050). O mesmo poderia suceder com a redução do consumo de materiais primários em 32% até 2030 e 53% até 2050, face aos valores atuais.

 

A pegada ecológica do consumo na UE é de 4 a 6%. A indústria de vestuário é responsável pelo consumo de 79 biliões de metros cúbicos de água, 1715 milhões de toneladas de emissões de CO2 e 92 milhões de desperdício, só em 2015. Em 2030, prevê-se que estes números duplicarão (Sajn, 2019).

 

Segundo a Fundação Ellen Macarthur (2015), economia circular refere-se a uma economia industrial, restaurativa e regenerativa, que visa utilizar energias renováveis, minimizar, acompanhar e eliminar o uso de produtos químicos tóxicos e eliminar o desperdício, através do design cuidadoso. A figura abaixo ilustra bem este ciclo fechado:

 

 

 

A produção e o consumo constituem um ciclo fechado, os bens são reparados e reutilizados em vez de descartados e matérias- primas tem origem na reciclagem em vez da extracção. Os materiais são concebidos conforme os critérios de durabilidade e qualidade.

No caso das nossas peças de roupa, a peça pode ser primeiro reutilizada como roupa em 2ª mão, para depois ser usada por exemplo no sector dos móveis, como estofos (industria automóvel, por exemplo), e depois ser utilizada para isolamento na construção civil, ocupando o lugar de novos materiais na economia, antes de serem devolvidos ao meio ambiente.

 

Estes são os 10 R’s da Economia Circular que devem estar sempre presentes no nosso dia-a-dia:

 

  1. Recusar

 

  1. Repensar

 

  1. Reduzir

 

  1. Reutilizar

 

  1. Reparar

 

  1. Reciclar

 

  1. Reintegrar

 

  1. Respeitar

 

  1. Responsabilizar-se

 

  1. Repassar

 

Gostaste desta informação?

 

Autora: Susana Cunha Trindade

CEO & Founder Mom-to-Mom

Deixe um comentário